“Isto Nunca Vai Acontecer Aqui”. SERÁ MESMO?

“Isto Nunca Vai Acontecer Aqui”.   SERÁ MESMO?

“Isto Nunca Vai Acontecer Aqui”.   SERÁ MESMO?Recentemente no nosso post “Patrocínio Executivo para o PCN é fácil conseguir?” abordamos as dificuldades de sensibilizar os nossos executivos sobre a importância de um bom Programa de Continuidade de Negócios que inclui o DR – Disaster Recovery da TI.

Com certeza os profissionais que perseveram nesta área do conhecimento já ouviram mais de uma vez, em diferentes contextos, esta resposta “Isto Nunca Vai Acontecer Aqui”.

Será mesmo que isto é verdade?

Vamos limitar o escopo deste post somente a TI – Tecnologia da Informação.

Segundo estudos do Gartner Group e divulgados no site Data Economy o custo médio de uma indisponibilidade de TI é de US$ 5,600 por minuto.   Os mais conservadores dirão que este número está inflado pelas enormes multinacionais, o que é razoável.   Considerando que o PIB brasileiro é aproximadamente 2% do PIB Global teríamos então que o nosso custo médio estimado seria de R$ 470,00 por minuto (2% de US$ 5,600 x dólar a R$ 4,20), ou R$ 28.200,00 por hora.

A partir de um incidente que interrompa os serviços de TI, será necessário um certo tempo para determinação da extensão do problema, mais outro tempo para o escalonamento aos níveis executivos para declaração do DR, mais todo o tempo de ativação do DR, validação do ambiente até a liberação para os usuários finais.

Estamos falando, portanto, de algumas ou várias horas.   Vamos supor 4h para determinação do problema mais escalonamento e declaração do DR mais 8h para todo o processo de ativação.   Total 12h, portanto R$ 338.400,00.

Se ativamos o DR e assumindo que o Data Center principal é recuperável teremos mais 8h para o processo de retorno, sendo bem otimista.   Portanto, o custo total médio de uma parada de TI que implique na ativação do DR será de R$ 564.000,00 numa conta bastante simplista.

Mas (e tem sempre pelo menos um MAS) alguém ainda dirá “Isto Nunca Vai Acontecer Aqui”.   Será mesmo que isto é verdade?

O que dizem os estudos

Segundo o relatório do Uptime Institute – Publicly Reported Outages 2018-19 foram quase 80 indisponibilidades publicamente divulgadas em 2018, contra quase 60 em 2017 e quase 30 em 2016, com impactos variando de 1 – Muito Pequeno a 5 – Seriamente Crítico conforme imagem abaixo:

E as principais causas: adensamento de equipamentos (31%), rede (29%) e energia elétrica (25%)!!!

Não sabemos se foi incluído neste estudo indisponibilidades causadas por incidentes relacionados a segurança da informação.   Aparentemente não e é bastante razoável prever um significativo aumento deste tipo de incidentes no futuro próximo.

 

Conforme publicamos no nosso post “Indisponibilidade dos serviços da SALESFORCE” lembrem-se sempre das sábias palavras de Clark que dizia que “Murphy era um otimista”.

Quer saber mais sobre resiliência organizacional, de continuidade de negócios e/ou de recuperação de desastres?   Deixe o seu interesse no formulário abaixo e entraremos em contato.

Leave a comment