Continuidade de Negócios é Complexa e Difícil?

Continuidade de Negócios é Complexa e Difícil?

Continuidade de Negócios é Complexa e Difícil?Dia 20/07 é comemorado o 50⁰ aniversário do primeiro pouso do homem na lua embora existam pessoas que não acreditem que este gigantesco passo para a humanidade tenha sido dado pelo homem e outros que acreditam que a Terra é plana, mas isto é assunto para outro post.

Nos dias de hoje com toda a tecnologia, normas e boas práticas disponíveis, fóruns de discussão, eventos internacionais e nacionais etc. de gestão de projetos, de riscos, de resiliência e continuidade de negócios, desenvolver, implantar e principalmente manter operacional um Programa Corporativo de Continuidade de Negócios não é uma tarefa fácil, muitas vezes complexa e difícil.

Difícil mesmo?

Vamos, então, viajar no tempo, para a década de 50.   Com o acirramento da Guerra Fria aconteceu o início da Corrida Espacial entre Estados Unidos e a extinta União Soviética.

Foi nesta corrida que mais de 20 anos depois ocorreu o primeiro pouso do homem na lua.   Uma série de projetos, dentro de um grande programa nunca antes realizado, com muitos erros, problemas, fatalidades mas que com muita determinação, perseverança, resiliência e investimentos atingiu o seu objetivo.

O estudo deste, e de outros eventos históricos, são importantes instrumentos de aprendizado – “Lessons Learned” para os profissionais de Resiliência e Continuidade de Negócios em especial o da épica viagem da Apollo 13 que em 1995 deu origem ao filme “Apollo 13 do Desastre ao Triunfo”. (assistam vale muito a pena)

Houston we have a problem”.   É para mitigar os riscos que devemos desenvolver, implantar e manter operacional nossos Programas de Continuidade de Negócios.

E não se esqueça que há 50 anos tivemos e superamos desafios muito mais complexos e difíceis do que um PCN corporativo.

Quer saber mais sobre resiliência organizacional, de continuidade de negócios e/ou de recuperação de desastres?   Deixe o seu interesse no formulário abaixo e entraremos em contato.